Deixe o seu e-mail e receba todas as novidades:
Receba novidades:

Qualificar Serviços de Saúde é Fator Crítico de Sucesso para as Operadoras

A sustentabilidade das Operadoras de Planos de Saúde é um desafio que passa pela qualificação da sua rede prestadora de serviços assistenciais e que está sendo perseguido pela Agência Nacional de Saúde. É essencial que as operadoras atentem para os indicadores que serão avaliados no Programa de Qualificação de Operadoras o qual dá origem aoÍndice de Desempenho de Saúde Suplementar (IDSS), utilizado pela ANS para monitorar o desempenho das Operadoras

 

O IDSS e o desempenho das Operadoras 

Para que a operadora permaneça no mercado com sustentabilidade é importante que seu IDSS esteja entre 0,8 e 1,00. Os dados publicados pela ANS demonstram que as operadoras que possuem o certificado de Operadora Acreditada se destacam com desempenho dentro da faixa de performance esperada pela agência. Por outro lado, o IDSS vem sendo aperfeiçoado anualmente a fim de proporcionar o direcionamento e foco para atenção da operadora aos aspectos essenciais da qualidade da assistência prestada aos seus beneficiários. 

OPrograma de Qualificação de Operadoras (PQO) divulga os resultados dos indicadores que permitem avaliar a qualidade dos serviços prestados pela operadora em 4 dimensões do IDSS: 

  • Dimensão 1 -    Indicadores da Dimensão Qualidade em Atenção à Saúde (IDQS); 
  • Dimensão 2 – Indicadores da Dimensão Garantia de Acesso (IDGA);
  • Dimensão 3 – Indicadores da Dimensão Sustentabilidade no Mercado (IDSM); 
  • Dimensão 4 – Indicadores da Dimensão Gestão de Processos e Regulação (IDGR)

 

O que mudou no IDSS 2019 (Ano Base – 2018)

O IDSS 2019 (Ano Base – 2018), incluiu 2 indicadores relativos ao estímulo da qualificação da rede assistencial na Dimensão 2 – Indicadores da Dimensão Garantia de Acesso (IDGA), os quais referem-se à Frequência de Utilização de Hospitais com Atributo de Qualidade (item 2.6) e à Frequência de Utilização de Rede de SADT com Atributo de Qualidade. 

São considerados Atributos de Qualidade para a Rede de Hospitais e SADT, a Acreditação ou o PM-QUALISS (Qualidade monitorada). Desta forma, é essencial que a operadora incentive a qualificação da sua rede prestadora credenciada e própria a fim de oferecer serviços mais qualificados e seguros aos seus beneficiários.

 

Como a Rede Prestadora pode se qualificar

O Grupo Giovanoni, ao longo da sua trajetória têm apoiado diversas operadoras e prestadores de serviços de saúde para ampliarem a qualificação dos seus serviços, por meio de metodologias únicas e inovadoras adaptadas à realidade e porte de cada negócio. Com o propósito de atender demandas do mercado e oferecer soluções para a qualificação dos serviços de saúde desenvolveu o seu Programa de Certificação de Serviços de Saúde, homologado pela ANS como Entidade Gestora de Outros Programas de Qualidade. 

O SGGS – Sistema Giovanoni de Gestão em Saúde, é um programa que possui requisitos de Segurança, Eficiência, Efetividade e Experiência do Cliente os quais são disponibilizados aos prestadores de serviços interessados em qualificar seu sistema gerencial e os serviços prestados aos clientes, de forma contínua, estimulando o aprendizado organizacional. O processo inicia pelo diagnóstico, o qual após aplicado presencialmente nas instalações do cliente (prestador de serviço), gera um Plano de Melhoria, que é implementado pelo cliente e acompanhado virtualmente pelo Grupo Giovanoni, gerando uma nova visita de verificação após 12 meses. O objetivo do programa é auxiliar na identificação de forças e oportunidades de melhoria nos processos de gestão do prestador de serviço, estimulando-o a se desenvolver e agir proativamente na execução das ações previstas no Plano de Melhoria. 

Se você quiser saber mais sobre o Programa de Qualificação, Classificação e Certificação de Prestadores de Serviços de Saúde do Grupo Giovanoni, clique aqui.

 

Quais as consequências da falta de qualificação da Rede Prestadora

O mercado está reagindo e oferecendo oportunidades de qualificação aos prestadores de serviços de saúde, as operadoras Acreditadas estão se mobilizando para incentivar sua rede a promover melhorias em sua gestão assistencial, agora só falta o prestador “acordar” e buscar sua certificação em saúde para se posicionar no mercado de forma diferenciada. 

A operadora que quiser permanecer no mercado com sustentabilidade estará atenta ao Fator Crítico de Sucesso, qualificação da rede prestadora, e poderá inclusive promover o descredenciamento de serviços credenciados que não estão atentos aos padrões de qualidade exigidos pela ANS, desde que tenha outro serviço substituto para atender a demanda dos seus beneficiários.

 

Gostou? Deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos, colegas e familiares e conte-nos o que você está achando do nosso Blog!

Comente: